sábado, 25 de maio de 2013

Uma declaração de amizade.

 Ontem eu passando pelo quarto de visitas, vi, na porta do guarda-roupa, escrito nossos nomes e comecei a revirar o baú, lendo cartas e pensando em tudo que vivemos. Daí, acordei numa saudade tremenda, lembrei-me do que aprontamos juntas, de nossas confidências trocadas em momentos de ternura, de nossas brigas em momentos de explosão. Sinto que com o passar de tempo e com o rumo que a vida de cada um tomou, principalmente a minha, agente acabou se distanciando um pouco, confesso, mas eu preciso demonstrar que vocês não perderam nenhum pouco a importância que tem em minha vida, e quão essências vocês são para mim. A distância separa corpos, impede abraços, mas não separa o amor, a amizade. Sinto muita falta de vocês, e se que por mais amizades que eu possa conseguir no decorrer da vida nenhuma irá ao menos se parecer com a nossa.

 Amo vocês